Praga cheia de lendas

Praga cheia de lendas

Golem, Faust, o astrônomo Tycho de Brahe ou a Princesa Libuse em Vyšehrad...você gostaria de saber o que fez Praga no passado tão mágica e mística?

Há muito tempo que nasceu o famoso astrólogo e astrônomo Tycho de Brahe. Justamente neste Advento ele fará 470 anos! Apesar de ter nascido em Copenhague na Dinamarca, ele passou a maior parte da sua vida em Praga. Tycho de Brahe veio para Praga após o convite do imperador Rodolfo II na época quando viajava pela Europa. Ele gostou de Praga e começou a trabalhar como astrólogo na corte do imperador, onde o seu adversário e colega foi outro astrônomo Kepler.
A morte de Tycho de Brahe é associada a um dos maiores marcos da cidade histórica de Praga – a gótica Igreja de Nossa Senhora de Týn também chamada Templo de Týn (Týnský chrám). Dentro dela você pode ver o túmulo deste famoso astrônomo. Nesta igreja você encontrará 19 lindos altares esculpidos em madeira no estilo do início de Barroco. As torres do templo não são iguais. A torre sul é maior, mais maciça e mais decorada. A altura das torres é 80 metros e são as segundas maiores em Praga. O túmulo de Tycho de Brahe já foi aberto duas vezes na história para examinar o seu corpo, em 1901 e em 2006.

Muitos segredos são associados à morte de Tycho de Brahe, sobre a qual circulam muitos rumores. Um deles diz que ele foi assassinado pelo seu maior concorrente na sua área – Kepler. O fato é que no seu corpo foram encontrados restos de mercúrio o que confirmaria esta teoria. O mercúrio no seu corpo poderia ter causado nefrite que foi a mais provável causa da sua morte. Mas, a maneira como o mercúrio entrou no seu corpo, isso ainda permanece um mistério...Infelizmente, as mais novas descobertas acabaram com os mistérios, pois segundo a pesquisa de 2006 o mercúrio estava contido no seu corpo, porém, com teor mínimo. Então, foi confirmado que ele morreu de causas naturais.

A época do astrônomo Tycho de Brahe é relacionada à lenda do misterioso Fausto. Na Praça de Carlos (Karlovo náměstí) na Cidade Nova você encontrará outra casa misteriosa de Praga - Palácio Mladotovský chamado Casa do Fausto. Aqui, supostamente, vivia o alquimista e místico Edward Kelley que atuou por grande parte da sua vida na corte do imperador Rodolfo II. A casa é associada à lenda do Fausto. Ao longo da história foram descobertas na casa várias coisas, como valiosas pinturas murais, um sapatinho infantil empredado ou restos de esqueletos de gatos, segundo a lenda se encontra na casa uma fonte mítica. Isso é muita inspiração para os rumores misteriosos que circulam sobre a casa. Um buraco que foi encontrado no teto, pelo qual passaria uma pessoa adulta foi um dos fatos que deram origem à lenda do Fausto. Dizem que existe um corredor subterrâneo que conduz até a Câmara Municipal Nova (Novoměstská radnice). A Casa do Fausto está lado do belo Portão de Dientzenhofer de cerca de 1740. A construção originalmente gótica hoje foi reconstruída para forma barroca.

Outro mistério e misticismo proporciona à cidade de Praga a lenda do Golem. É realmente uma lenda ou há um pouco de verdade nela? Isso provavelmente permanecerá escondido de nós e temos que nos conformar apenas com as lendas. Depende de você, se acredita ou não. A história conta que o Golem foi criado pelo rabino judeu Löw para defender o gueto judaico contra os cristãos e que o mesmo ganhava vida com o “shem” colocado nele. Segundo a lenda o Golem estava escondido no sótão da Sinagoga Velha-Nova. Você pode visitar o Museu Judaico, onde saberá muitos fatos interessantes sobre a comunidade judaica em Praga.

Um dos lugares mais memoráveis da nação tcheca é, sem dúvida, Vyšehrad em Praga. Uma das lendas conta que foi aqui, onde a princesa Libuse proferiu o seu famoso oráculo sobre o futura existência de Praga: “Vejo uma grande cidade, cuja fama chega às estrelas”. Em Vyšehrad atrai para as visitas a Igreja de São Pedro e São Paulo ou o cemitério do local, onde descansam as personagens famosas da nação tcheca. Dos famosos você encontrará aqui, por exemplo, os túmulos de Karel Čapek, Božena Němcová, Bedřich Smetana, Antonín Dvořák ou Waldemar Matuška.

Outro marco da cidade de Praga é a Ponte de Carlos, sobre a qual certamente passava também o Tycho de Brahe e observava daqui as estrelas. A ponte mais antiga de Praga foi construída no lugar da antiga Ponte de Judite em 1402. Até com esse monumento praguense são associadas várias lendas, das quais a mais importante é a lenda do príncipe Bruncvík que diz que na ponte está emparedada a sua mágica espada que sozinha decapitava os inimigos. Quando o país tcheco estiver em perigo, o príncipe Venceslau partirá no seu cavalo na frente dos “Cavaleiros de Blaník” e seu cavalo chutará a ponte justamente no lugar, onde está a espada. Mas, por este momento a República Tcheca ainda está esperando...Na Ponte de Carlos há 30 esculturas, na maioria barrocas, a mais famosa delas é a estátua de João Nepomuceno. Este santo tcheco mais famoso foi supostamente jogado da Ponte de Carlos ao rio Moldava e neste lugar há uma pequena cruz de metal no muro.

Você realmente pensa que todas essas histórias são apenas lendas?