A Casa Dançante entre os 10 edifícios mais bonitos do mundo

A Casa Dançante entre os 10 edifícios mais bonitos do mundo

A “proporção áurea” foi decisiva

HomeWhat's NewA Casa Dançante entre os 10 edifícios mais bonitos do mundo
A famosa Casa Dançante, edifício moderno no centro de Praga, provoca discussões até hoje. Um software especial comparou parâmetros de centenas de monumentos arquitetônicos que utilizam a chamada “proporção áurea”, isto é, uma proporção específica entre duas medidas que é considerada como a mais importante de todas, e colocou a Casa Dançante no nono lugar, atrás do Castelo de Neuschwanstein da Alemanha.
O software analítico da empresa Roofing Megastore considerou os seguintes edifícios como sendo os mais bonitos de todos: a Catedral de São Paulo de Londres (primeiro lugar), o Marina Bay Sands de Singapura (segundo lugar) e a Abadia de Westminster da Inglaterra (terceiro lugar).

Ainda mais interessante é o fato de que apenas seis edifícios dos tempos modernos (construídos a partir do século XIX) conseguiram entrar no TOP 20 da lista. Nessa categoria, a Casa Dançante, que faz lembrar do casal Ginger e Fred dançando, ficou no terceiro lugar. A obra foi projetada pelo arquiteto Vlado Milunić em parceria com Frank Gehry e parte dos interiores dos escritórios do investidor foi projetada pela arquiteta britânica de origem tcheca Eva Jiřičná.



A Casa Dançante é a primeira obra de Praga construída na época pós-revolução seguindo os princípios da arquitetura contemporânea mundial; é também um dos símbolos de Praga e uma de suas principais atrações turísticas. A Casa Dançante tornou-se o emblema dos anos 1990 e, para turistas, uma insígnia da cidade de Praga quase tão famosa quanto a Ponte Carlos e a Catedral de São Vito.

Diz-se que Frank Gehry, um grande amante de hóquei, aceitou o projeto declarando que „faria tudo para o país que deu aos EUA o jogador de hóquei Jaromír Jágr”. Vlado Milunić, por sua parte, relembra que a construção desse edifício tão controverso se tornou possível graças à atmosfera de euforia pós-revolucionária, ao antigo presidente Václav Havel, a Věra Millerová, então chefe do Órgão de Patrimônio Nacional e também a uma rara confluência de circunstâncias.



A proporção áurea é um fascinante princípio da geometria comumente utilizado como uma espécie de medidor de beleza. Na área das artes, incluindo a fotografia, é visto como a proporção ideal entre várias seções. Em números, trata-se da proporção 1:1,618. Ao comparar edifícios, especialistas definem pontos focais e comparam com o software as distâncias entre eles e os outros pontos estabelecidos pela regra da proporção áurea.