Becherovka: a 13º fonte de Karlovy Vary

Becherovka: a 13º fonte de Karlovy Vary

Tradicional licor tcheco de ervas fabricado na companhia balneária de Jan Becher no oeste da Boêmia.

HomeNovidadesBecherovka: a 13º fonte de Karlovy Vary
Atualmente, a Becherovka de Karolvy Vary é o mais vendido dos licores amargos de ervas. Portanto, não é de se estranhar que é frequentemente chamada de 13ª fonte curativa de Karlovy Vary. Todos os anos, são produzidos aproximadamente 8 milhões de litros de Becherovka, que é exportada para quase 40 países. Caso você queira conhecer de fato esta lendária bebida tcheca que é feita com mais de 20 tipos de ervas e especiarias sob uma receita secreta, não existe nada mais fácil do que visitar o Museu Jan Becher (Muzeum Jana Bechera) em Karlovy Vary.

Não pode faltar degustação no museu

Você encontrará o Muzeum Jana Bechera em Karlovy Vary na sede da antiga fábrica da Becherovka, construída em 1867 e que, todos os anos, recebe mais de 60.000 turistas. Durante as visitas interativas, você verá os originais Becherovod (“tubos Becher”), garrafas antigas, etiquetas e tanques nos quais a Becherovka amadurecia antigamente. Além da exposição de históricos expoentes ligados com a Becherovka, você também visitará os locais de produção e armazenagem subterrânea originais, verá um filme incrível gravado para a Becherovka pelos irmãos Caban e, com certeza, degustará algumas especialidades do bar do museu. Além disso, para que você possa curtir a atmosfera autêntica de Karlovy Vary da Becherovka como era há 200 anos, o centro da cidade dispõe de um espaço único: a Becheplatz. Aqui, você irá se sentir como se estivesse numa praça do século XIX. Você irá descansar junto a um bom café numa cafeteria de época, comprará um souvenir numa das lojas do local ou então subirá por escadas de carvalho até o restaurante e cervejaria Karel IV.

O que mais visitar?

A construção mais marcante e que fecha o famoso bairro de mansões Westend de Karlovy Vary é a Vila Becher, mansão que Gustav Becher encomendou antes da primeira guerra mundial. Hoje em dia, você encontrará aqui uma galeria interativa para jovens artistas. Não deixe de visitar também o distinto Becher’s Bar. Este famoso bar, mobiliado em estilo inglês do século XIX, pode ser encontrado nos espaços subterrâneos do Grandhotel Pupp e oferece especialidades culinárias e uma grande oferta de coquetéis até altas horas da noite. E caso você queira saber como é exatamente misturada a mistura secreta de ervas, quais processos químicos acontecem durante a produção da Becherovka ou caso queira conhecer a pessoa que conhece esta receita única, visite a nova fábrica da Becherovka no bairro Bohatice, onde serão descortinados todos os mistérios que esta lendária bebida tcheca esconde.

Nasce a Becherovka

Por trás do nascimento da Becherovka está o experiente comerciante Josef Vitus Becher (1769 – 1840). Em 1794, este comerciante de ervas alugou uma destilaria na cidade e começou a fazer experimentos com licores. Em 1805, recebe do médico inglês Christian Frobrig uma receita para um novo licor. Josef Becher testa-a por dois anos e inicia a venda do licor English Bitter, destinado para a cura de doenças do estômago. Assim, a família começava exportar a Becherovka já na primeira metade do século XIX: em 1834, era vendida em Szczecin; um ano depois, já estava em Viena e Munique e em 1838 chegava à Paris. Em 1934 (após o fim da lei seca), a Becherovka pode conquistar os Estados Unidos e, quatro anos depois, também a Inglaterra. Considera-se Johan (Jan) Nepomuk Becher, filho de Josef Becher, o verdadeiro fundador do império do licor. Foi ele quem desenvolveu a produção da Becherovka por quase 40 anos e quem transferiu a crescente produção do licor para uma nova fábrica em Steinberk. A assinatura de Jan pode ser encontrada ainda hoje em cada garrafa de Becherovka como a confirmação do sabor e qualidade tradicionais.