10 lugares que você tem que visitar na República Tcheca

10 lugares que você tem que visitar na República Tcheca

Aceite o nosso convite para uma visita panorâmica aos lugares que não deveriam faltar em nenhum itinerário!

Você está preparando sua viagem para a República Tcheca mas ainda não tem um plano concreto? Temos aqui umas dicas de locais imperdíveis! A República Tcheca é um país de castelos, palácios e belas cidades históricas que parecem ter saído de contas de fada. Apesar de dispor de uma superfície de apenas 80 000 km2, o país pode gabar-se de doze monumentos inscritos na lista do Patrimônio Mundial da UNESCO e de centenas de outros monumentos. Abaixo você encontrará informações acerca das cidades e complexos históricos mais interessantes - uma lista exaustiva deveria ser muito mais longa...

Praga

A capital e também o ímã que atrai o maior número dos visitantes. Com uma história de mais de 1000 anos, a cidade satisfaz todos os gostos. Os pontos turísticos mais famosos são o Relógio Astronômico da Cidade Velha e o Castelo de Praga, que tem uma vista deslumbrante para toda a cidade localizada às margens do sinuoso rio Moldava (Vltava). Dessa vez, tente descobrir Praga sob um novo ângulo: que tal um balé no Teatro Nacional ou uma visita a uma das inúmeras galerias, quer seja a Galeria Nacional e suas pinturas de painéis góticas ou então a Galeria DOX, que acolhe exposições de arte independente. E se a palavra “relaxar” evoca mais um passeio pela natureza do que quadros centenários, recomendamos-lhe o jardim zoológico, que é um dos jardins mais bem avaliados no mundo inteiro.


 

Český Krumlov

A cidade de Český Krumlov encontra-se no Sul da Boêmia, escondida nos formosos meandros do rio Moldava, que percorre o centro da cidade entornando o castelo tombado pela UNESCO e atravessa todo o núcleo histórico da cidade. Apesar de ser muito popular entre os turistas, você certamente achará aqui um lugar para contemplar, em toda serenidade, a beleza desta cidade medieval, das ruas pavimentadas e telhados vermelhos de telhas de cerâmica.

Kutná Hora

Esta cidade medieval extraordinariamente bem preservada encontra-se a menos de uma hora de carro ou de trem de Praga. E o que ela tem para oferecer? Na Idade Média, Kutná Hora foi uma rica cidade de mineração de prata, o metal mais procurado daquela época pois era utilizado na produção de moedas. Tratava-se dum centro de mineração tão rico que a moeda de prata aqui cunhada, o tolar, deu o nome à moeda atualmente mais utilizada no mundo, o dólar. Tudo isso e ainda muito mais você vai descobrir durante a visita guiada à mina de prata medieval. E o resto do dia você pode passar na Galeria do Centro da Boêmia (GASK), instituição de arte moderna com um acervo concebida duma maneira muito interessante (e com um imenso cantinho artístico para crianças).

Brno

A metrópole da Morávia, Brno, é a segunda maior cidade do país, encontrando-se no sudoeste da República Tcheca. A cidade irá impressiona pela sua cultura de cafeterias aconchegantes e conquista pelo imenso número de edifícios funcionalistas da primeira metade do século XX. Por isso, a mansão Tugendhat, concebida pelo famosíssimo Mies van der Rohe, não deveria faltar no seu itinerário. Recomendamos fazer uma reserva com antecedência na página da web. E como é a vida em Brno? Você vai gostar dela. A Morávia é conhecida pelo vinho branco de qualidade e Brno, por sua vez, pelos seus bares. Uma combinação ideal, não acha?


 

Karlovy Vary

Karlovy Vary, destino popular de viagens de reis e aristocracia europeia há 200 anos, a cidade balneária no Oeste da República Tcheca não perdeu nada da sua atratividade. Você pode visitar a cidade tanto para fazer tratamento quanto para apenas relaxar e descansar. Se você for durante a primeira semana de julho, você vai poder curtir a atmosfera do Festival de filmes de Karlovy Vary,  que é o único do seu gênero (categoria A) no país e que é visitado pelas estrelas do cinema mundial!

Kroměříž

Kroměříž, localizada na Morávia à norte de Brno, é mais uma cidade inscrita na lista da UNESCO. E quais são as atrações do local? O Palácio do Arcebispo e os jardins palaciais! Enquanto o jardim Palacial (Podzámecká zahrada), em volta do próprio palácio, é mais um parque do estilo inglês, o jardim Florido (Květná zahrada) trata-se duma joia barroca da arquitetura paisagística, tendo sido reformado nos últimos anos. Graças à sua extrema autenticidade, o jardim barroco tornou-se palco para muitas cenas no exteriores de filmes ou séries históricos.

Olomouc

Um pouco mais ao norte de Kroměříž encontra-se a cidade universitária Olomouc, que apresenta um grande potencial turístico que ainda não foi plenamente descoberto pelos viajantes. De Praga, há um trem direto e a viagem dura 2,5 horas, portanto, vale a pena passar aqui um fim de semana e descobrir umas das mais bonitas igrejas da toda República Tcheca. Além disso, a praça da cidade orgulha-se de mais um monumento tombado pela UNESCO – a Coluna da Santíssima Trindade, na qual a arte escultural barroca tcheca atingiu o seu apogeu.

A Suíça Tcheca

A Suíça Tcheca (České Švýcarsko), um dos parques nacionais tchecos de maior superfície. Está localizada a norte de Praga rumo a Dresden, na divisa com a Alemanha. Quais são os trunfos desta região? Parede de rochas, florestas profundas e extensos vales pitorescos. E também o maior arco de rocha de arenito da Europa e paredes de rochas adaptadas à escalada esportiva.

Castelos e palácios nos arredores de Praga

Já está em Praga há uns dias, já percorreu tudo e gostaria de sair um pouco da cidade? Caso afirmativo, trazemos três dicas de castelos medievais que se encontra ao máximo a uma hora de viagem de carro do centro de Praga. O primeiro deles é Karlštejn. Esse castelo assoma sobre o rio Berounka há mais de 600 anos. Antigamente, abrigava as joias de coroação do Sacro Império Romano Germânico, hoje em dia, sob reserva anterior, os visitantes podem admirar a Capela da Santa Cruz, um tesouro da arte que encarna a então concepção do próprio Céu. Indo ao sul de Praga, próximo à cidade Benešov, encontra-se o castelo-palácio Konopiště, que serviu de residência do sucessor ao trono austro-húngaro, Francisco Fernando d’Este. Visto que era um apaixonado pela caça, as paredes deste palácio está literalmente cobertas por milhares de troféus. O castelo Křivoklát está localizado no coração de reserva de natureza protegida do parque Křivoklátsko, que foi utilizado como área de caça reservada dos reis tchecos. Nos pátios do castelo, há feiras medievais que irão encantar as suas crianças.

O conjunto Lednicko-Valtický

A nossa última dica é um outro patrimônio da UNESCO, o conjunto Lednicko-Valtický. Encontra-se na Morávia do Sul próxima à fronteira com a Áustria e envolve as cidades de Lednice e Valtice (que incluem os palácios adjacentes) e toda a paisagem entre elas. É por isso que a família dos Liechtenstein, antigos proprietários dos palácios e destas terras, transformaram a paisagem ao redor do rio Dyje num amplo parque de várias centenas de hectares. Além disso, ergueram nele palacetes, torres e outras construções nas quais você poderá passar o tempo e aproveitar a paisagem desta região. Devido às dimensões deste complexo, fortemente recomendamos que alugue uma bicicleta para que possa percorrer esta área toda pelas ciclovias.

Kutná Hora, Central Bohemia

Kutná Hora, Central Bohemia