100 anos de república

100 anos de república

6 cidades que você precisa visitar na República Tcheca

HomeNovidades100 anos de república
No dia 28 de outubro de 2018, um domingo, a República Tcheca inteira irá comemorar os 100 anos da fundação do estado independente da Tchecoslováquia. Esta data comemorativa merece uma celebração à altura, e irá durar o ano inteiro. Aproveite-a em diversas cidades do país e, quando estiver nelas, não deixe de visitar seus locais e construções de interesse.

1. Praga: Joias de Plečnik

O Castelo de Praga (Pražský hrad) é visto sobre Praga desde o século IX. No entanto, junto com a fundação da Tchecoslováquia veio a necessidade de reformar o Castelo de Praga de forma que pudesse cumprir a sua nova função, isto é, a de sede do presidente Tomáš Garrigue Masaryk. Sob a liderança do arquiteto esloveno Josip Plečnik, foram restaurados não apenas o 1º pátio e os aposentos do presidente mas também os jardins e o salão de colunas (sloupová síň), que se encontra junto ao Portão de Matias (Matyášova brána) e que serve como entrada ao Salão Espanhol (Španělský sál). Plečnik deixou ainda uma outra marca em Praga: a igreja católica de rito romano Sagrado Coração de Jesus (Nejsvětějšího Srdce Páně), que se encontra em Vinohrady. Ela tem uma longa torre principal que alcança os 42 m e que prenderá você à primeira vista devido ao seu gigantesco relógio. Com um diâmetro de aproximadamente 7,5 m, trata-se do maior relógio da República Tcheca.

2. Mladá Boleslav: das bicicletas à fabricação mundial de automóveis

A história da maior fabricante de carros da República Tcheca, a Škoda Auto, começa em dezembro de 1895, quando dois entusiastas do ciclismo, o mecânico Václav Laurin e o livreiro Václav Klement, fundaram uma pequena empresa de produção de bicicletas em Mladá Boleslav, cidade da Boêmia Central. 10 anos mais tarde, começavam produzir o modelo Voiturette A, que impulsionou a fábrica à frente da indústria automobilística. Quase 100 anos depois, em 1991, uma outra importante fusão estava ao aguardo da Škoda: desta vez com a gigante alemã Volkswagen. Hoje em dia, a Škoda Auto a.s. é a maior fabricante tcheca de automóveis e seus carros podem ser adquiridos não apenas na Europa mas também na Ásia, África, América do Sul e Austrália. A história da marca e os veículos históricos podem ser vistos no Museu Škoda Auto.

3. Hradec Králové: Salão da república

Hradec Králové, no leste da Boêmia, é o resultado de uma renomada reforma moderna que, em apenas 30 anos, alterou completamente a cidade antiga. Não é à toa que é conhecida como o “salão da república”. A reforma megalomaníaca da cidade foi iniciada por Jan Kotěra, o autor do art déco Museu da Boêmia Oriental (Museum východních Čech). Depois, o bastão arquitetônico foi passado a Josef Gočár. Assim, num período de 30 anos, os arquitetos criaram algo sem igual em toda a República Tcheca e Europa. A reforma foi tão sofisticada que até hoje é ainda capaz de lidar com o sempre crescente tráfego de automóveis sem alterar o funcional e tranquilo centro da cidade.

4. Pilsen: 4 apartamentos de Adolf Loos

Adolf Loos é tido como o mais importante arquiteto da Europa Central do primeiro terço do século XX. No final da década de 1920 e início na década de 1930, Loos passou bastante tempo em Pilsen (Plzeň) /a cidade é conhecida principalmente pela produção da cerveja Pilsner Urquell/ onde realizou, durante este período, a reforma da assim-chamada Casa Brummel (Brummelův dům) e do interior de 13 apartamentos. Estas obras são consideradas pelos especialistas como uma das maiores joias não só de Pilsen mas também de toda a arquitetura europeia do século XX. E você poderá visitar alguns deles durante três passeios guiados em quatro apartamentos!

5. Brno: a metrópole do funcionalismo

A pérola do funcionalismo é, sem dúvidas, a Vila Tugendhat (Casa Tugendhat) de Brno. Esta casa é a única obra funcionalista do arquiteto alemão Ludwig Miese van der Rohe e é o único monumento da arquitetura moderna da República Tcheca que está inscrito na Lista do Patrimônio Mundial Cultural da UNESCO. Os pisos de travertino, ônix e jacarandá são completados por detalhes precisos que dão um aspecto geral de sentido e função. Brno pode orgulhar-se ainda de uma joia funcionalista. A Vila Stiassni (Casa Stiassni) e sua planta-baixa em forma de “L” foi construída a partir do projeto de Ernst Wiesner. A mansão recebeu uma série de pessoas importantes, dentre as quais, Fidel Castro.

6. Luhačovice: o balneário conto-de-fadas

Luhačovice é uma cidade balneário do leste da Morávia com uma atmosfera maravilhosa que sopra da natureza ao seu redor e de sua arquitetura ímpar. Esta é a obra do incrível arquiteto Dušan Jurkovič, cuja ideia de construir casas balneárias em estilo folk art déco animou bastante a cidade. Em apenas três anos, realizou doze obras que deram à Luhačovice, de uma vez por todas, caráter e, principalmente, unicidade. Até os dias de hoje, conservaram-se oito construções que são admiradas pelos visitantes do balneário, que vêm do mundo inteiro.


 
Chateau Lány

Chateau Lány