O que comer e beber nas feiras de Natal na República Tcheca?

O que comer e beber nas feiras de Natal na República Tcheca?

As feiras de Natal atraem os visitantes não somente por seu ambiente excepcional, mas também pela gastronomia típica oferecida.

HomeNovidadesO que comer e beber nas feiras de Natal na República Tcheca?
As feiras de Natal na República Tcheca, seja em Praga, Český Krumlov, Olomouc ou em qualquer outro lugar, têm muita coisa em comum - barracas decoradas, ambiente mágico, cantigas de Natal e comida. Escolhemos algumas delícias tradicionais para você saborear, que certamente você encontrará em todas as feiras de Natal.

Vinho quente (svařák)

Sim, é bem típico. Vinho quente com canela, cravo-da-índia, anis estrelado e casca de laranja ou de limão que todo o mundo associa com o ambiente de uma feira de Natal. O cheirinho de vinho quente poderá sentir-se nas feiras de Natal mais populares do país, na Praça da Cidade Velha em Praga e com certeza também em Český Krumlov na Boêmia do Sul.  Aqueça suas mãos com um copo de vinho quente, mas cuidado para não exagerar no consumo.

Trdelník

É uma delícia doce que você pode comer durante todo o ano, mas no Natal fica ainda mais gostosa. Massa de pão doce crocante polvilhada com açúcar cristal, canela e amêndoas ou nozes picadas é servida quente. Em cada quiosque que vende “trdelník“ dizem que é uma especialidade original da antiga Boêmia. Os pessimistas criticam-nos e dizem que é original do império Austro-Húngaro sendo reconhecido pelos húngaros. Não obstante, o “trdelník“ é tão gostoso que a maioria das pessoas não se importa com essa disputa.

Licor de mel (medovina)

É uma bebida alcoólica um pouco menos popular do que o vinho quente, mas que também faz parte das feiras de Natal. É feito de água e mel, por isso é considerado um doce líquido. Nas feiras de Natal você pode experimentar vários tipos, por exemplo, licor de mel com sabor de baunilha, noz-moscada, canela ou licor com suco de frutas.

Presunto

O presunto é outra guloseima que você pode comer durante todo o ano. Mas, olhar como é retirado e cortado diretamente da brasa quente já é uma experiência prazerosa para o paladar. E isso sem falar do consumo dele. Além disso, o calorzinho que sai da churrasqueira é muito agradável no frio de inverno nas feiras de Natal. O único problema é que o presunto não é exatamente o que se chama de comida de regime, mas quem se importaria com isso na época de Natal. Aliás, o presunto de Praga é muito apreciado em gastronomia. Perna de porco inteira, levemente defumada e depois cozinhada, foi preparada pela primeira vez por um charcuteiro de Praga no século XIX. Por isso, nas feiras de Natal em Praga, essa guloseima está “em casa“.

Ponche

O ponche foi originalmente feito de cinco ingedientes – água, álcool, açúcar, limão e condimentos. Ao longo do tempo foi acrescentado também suco de frutas. Por exemplo, as feiras de Natal em Olomouc oferecem seu próprio ponche especial que é preparado sempre da mesma maneira há décadas e poucas pessoas conhecem sua receita. Em Olomouc, você pode tomá-lo quente ou levá-lo em garrafa para tomar depois.

Claro que nas feiras de Natal há muito mais para comprar e para provar. Como as tradicionais castanhas portuguesasassadas, amêndoas torradas ou o tradicional pão de gengibre. Você também pode comprar várias decorações de Natal e outros souvenires. Não obstante, não se pode comprar tudo nas feiras de Natal na República Tcheca, as barracas só podem vender produtos típicos de Natal.