Têxteis em azul e branco vão melhorar seu apartamento e guarda-roupa

Têxteis em azul e branco vão melhorar seu apartamento e guarda-roupa

HomeTêxteis em azul e branco vão melhorar seu apartamento e guarda-roupa
O kimono é uma vestimenta tradicional japonesa conhecida pelas pessoas em todo o mundo. Mas você pode imaginar que poderia ser inovado? Um dilema semelhante foi resolvido pela estilista tcheca Alice Klouzková, que procurava uma maneira de costurar um vestido em estilo moderno a partir de um tecido tradicional de blueprint da República Tcheca. Veja como é a produção feita à mão de blueprint e compre acessórios de moda não tradicionais que ninguém mais tem. Cada peça é original.

Clientela rica  

O blueprint é um tecido azul escuro com um padrão branco. Foi produzido na Ásia desde o segundo milênio a.C. e a partir do século XVIII começou a ser importado para a Europa. „O padrão é impresso em uma tela branca, depois o tecido é imerso em um corante de índigo e posteriormente tratado. O blueprint costumava ser muito caro devido ao complexo trabalho manual. Apenas uma clientela rica podia pagar por ele. Aos poucos, surgiram mais e mais pequenas oficinas no campo e as pessoas mais pobres começaram a comprar o tecido azul e branco. Costuravam saias ou outras partes de um traje, que eram usadas em ocasiões festivas. Diferentes padrões foram usados em cada país, principalmente ornamentos de plantas ou animais“, diz a estilista tcheca Alice Klouzková, que se interessa pela história do artesanato têxtil desde criança.

 

Estilo moderno

Em 2008, ela veio pela primeira vez a uma oficina única de blueprint em Strážnice, na região de Hodonín, onde se dedicam à produção de tecidos estampados há gerações. Na web você encontrará muitos produtos originais, desde toalhas de mesa até brinquedos têxteis. „Pensei imediatamente que seria interessante combinar o artesanato tradicional com o estilo moderno de vestir. Criei uma coleção onde existem vestidos, camisas ou saias em tecido blueprint, mas não uso padrões clássicos do folclore, gosto mais de enfeites simples, como listras ou bolinhas“, explica a estilista, que apresentou o charme do blueprint em todo o mundo na exposição itinerate Inovações Azuis nos Centros Tchecos. A inclusão desta técnica na lista do patrimônio imaterial da UNESCO em 2018 também atribui grande crédito à popularidade do blueprint. Desde então, à produção manual de tecidos estampados foi dispensada mais atenção do que antes.

 

Único no mundo

Segundo a estilista, o blueprint estava em declínio no início do século XX, à medida que cada vez mais fábricas têxteis produziam a granel e vendiam a preços mais baixos do que as pequenas oficinas. Na Tchecoslováquia, entretanto, o blueprint permaneceu porque o governo havia apoiado o desenvolvimento do artesanato tradicional por décadas. Em Praga ficava o Centro de Arte Popular, onde artistas e estilistas trabalhavam combinando o blueprint e desenhando vestidos ou saias de acordo com as tendências atuais. „Acho que somos realmente únicos nisso, porque o blueprinting foi inovado na República Tcheca, mas em outros países europeus ou na Ásia é cada vez mais tratado como um artesanato tradicional, onde os mesmos motivos folclóricos ainda são usados como há cem anos“, diz Klouzková, e acrescenta que na República Tcheca existem apenas duas oficinas onde é produzido o blueprint e você pode reservar uma excursão onde poderá dar uma olhada nas mãos dos tintureiros. Na família Danzinger, em Olešnice, perto de Blansko, esta produção artesanal foi herdada pela sétima geração, e você também pode comprar uma novidade em azul e branco para seu apartamento ou guarda-roupa aqui. Também é possível encontrar interessantes produtos têxteis inspirados no artesanato tcheco na Lípa Store.