Raridades das cavernas tchecas

Raridades das cavernas tchecas

As melhores experiências e curiosidades do subterrâneo

HomeWhat's NewRaridades das cavernas tchecas
Precipícios misteriosos, estalactites e pinturas de mais de 6.000 anos – isso é uma pequena amostra daquilo que você pode encontrar no subsolo tcheco. Venha descobrir os segredos escondidos aos olhos humanos ao explorar os precipícios, cavernas, ravinas e formações cársticas. Além disso, 2021 é o Ano Internacional das Cavernas e do Carste.

Galeria de arte da pré-história

Há muitos milhares de anos atrás seres humanos já tinham a necessidade de se expressar por meio da arte e criação. Uma galeria de arte da pré-história encontra-se também na República Tcheca: na caverna Kateřinská jeskyně (caverna de Catarina) em Moravský kras (Carste da Morávia), nos arredores de Brno. A pintura mais antiga da República Tcheca tem entre seis e sete mil anos. Trata-se de algumas linhas pretas desenhadas numa pedra maciça que ganhou o apelido de “cérebro” devido à sua superfície enrugada. Na Idade da Pedra, servia para cultos e rituais e os antigos habitantes da caverna Kateřinská jeskyně pintavam-nas com cinzas. Assim que você estiver dentro da caverna, repare bem ao seu lado. O Domo principal (Hlavní dóm) de 97 metros de comprimento, de até 44 metros de largura e de 20 metros altura é o mais vasto espaço subterrâneo aberto ao público da República Tcheca.

Caverna como um local de ritos

O Carste da Morávia guarda muitas surpresas. Na segunda metade do século XIX, o rochedo Býčí skála (Rochedo do Touro) foi responsável por uma delas. O rochedo sempre esteve repleto deve mistérios. Há uns 150 anos, cientistas esclareceram um pouco a sua história. Arqueólogos descobriram que se tratava, na época da cultura de Hallstatt, de um local de sepultamentos ligados a sacrifícios humanos. No século V a.C. um importante senhor foi enterrado aqui junto com sua comitiva, 40 mulheres e cavalos. E qual a origem do nome do rochedo do Touro? Foi encontrada neste local uma estatuazinha de touro em bronze, hoje em dia considerada um emblema do período da cultura de Hallstatt.

Caverna altamente secreta

No Carste da Morávia, nos arredores de Brno, encontra-se mais uma caverna peculiar, popularmente chamada Výpustek. Trata-se dum local subterrâneo com uma história interessante e incomparável. Mesmo que tenha sido visitada desde a Idade Média, esta caverna ganhou notoriedade depois da Segunda Guerra Mundial, quando uma secreta fábrica nazista subterrânea de produção peças de motores para aviões foi descoberta no local. Faz parte da caverna uma espaço convertido num quartel de exército, ainda funcional, mesmo que não esteja mais em uso de acordo com a sua finalidade inicial. Ao visitar a caverna você poderá, assim, descobrir um pouca da História, mesmo que não tão antiga como no caso da caverna Kateřinská.

A caverna submersa de água doce mais profunda do mundo

Na nossa busca por locais subterrâneos extraordinários, ficaremos ainda um tempo na região da Morávia. Durante o verão você poderá visitar as belas cavernas de aragonita Zbrašovské aragonitové jeskyně, que se encontram junto à cidade de Hranice, perto de Olomouc. A um passo daqui podemos achar o precipício Hranická propast (Precipício de Hranice), que é o abismo mais profundo da República Tcheca e também mundo inteiro, se levarmos em consideração o fundo inundado. É que parece como se o abismo não tivesse um fundo. Por enquanto, todas as tentativas de medir a profundidade do abismo falharam. Segundo a última informação oficial, o abismo tem 404 metros de profundidade. No entanto, especialistas acham que a profundidade, na realidade, poderia ser até de 800 metros.

Uma decoração única de espeleotemas

Na nossa rota pelo subsolo tcheco não podemos deixar despercebido as cavernas Koněpruské jeskyně, que se situam a sudoeste de Praga. Trata-se dum dos maiores complexos de cavernas no território da República Tcheca, formado por calcário devoniano de mais de 400 milhões de anos. As cavernas estão abertas ao público desde 1959 e os visitantes podem admirar a decoração de espeleotemas nos dois andares abertos aos visitantes. A singularidade destas cavernas é, principalmente, o seu interior cheio de formações de calcário que, por sua aparência, fazem lembrar couves-de-bruxelas. Estas raridades são formaçãos composta de calcita e calcedônia com mais de 1,5 milhões de anos. Alguns destas “couves-de-bruxelas” contém graus ou camadas de opala cristalina ou branca. Mesmo que esse mineraloide podem ser achados em outras cavernas, “couves-de-bruxelas” com opala ainda são uma raridade mundial. Trata-se dum resquício de tempos muito remotos quando o clima na superfície era tropical ou subtropical.

Passeio de barco no subsolo

Aceite o nosso convite para visitar as cavernas Punkevní jeskyně! Estas também se encontram no Carste da Morávia ao norte de Brno. Aqui você poderá explorar vastos domos, corredores com formações de espeleotemas e chegar até o fundo do abismo Macocha. Aliás, o abismo é muito fotogênico! No entanto, a fama das cavernas Punkevní jeskyně deve-se ao fato de que podem ser apreciadas por meio de um romântico passeio de barco pelo rio subterrâneo Punkva, uma experiência apreciada por crianças e adultos e que você certamente não esquecerá.

A fauna pré-histórica

No norte da Morávia, próximo à cidade de Štramberk, encontra-se caverna não apenas notável mas também bastante valiosa. Chama-se Šipka e os seus interiores testemunharam uma importante descoberta no final do século XIX. Aqui foi achado a mandíbula de uma criança neandertal e vários utensílios da época do bronze. Acontece que a caverna era habitada por caçadores pré-históricos e nos seus sedimentos foram encontrados ossos e dentes de animais como o urso-das-cavernas, leão-das-cavernas, hienas, rinocerontes-peludos, mamutes, bisões, auroques, bois-almiscarados, leopardos, glutões, renas e alces. Em suma, animais que você não encontra mais nas florestas tchecas hoje em dia.