Dia de São Valentino na República Tcheca

Dia de São Valentino na República Tcheca

Ruazinhas românticas, comida incrível e a ponte dos apaixonados

HomeNovidadesDia de São Valentino na República Tcheca
Aonde ir no dia de São Valentino – o dia dos namorados? Temos para você algumas dicas: vá a um restaurante com estrela Michelin ou a um mirante com a vista mais romântica que existe ao rio Moldava. O feriado de São Valentino (14 de fevereiro) está se aproximando e a República Tcheca é, sem dúvidas, um dos melhores locais para se aproveitar o dia dos apaixonados junto com a pessoa amada. Aqui, vocês passearão pelas ruazinhas românticas da antiga Praga, tirarão selfies apaixonados na Ponte de Carlos ou então buscarão experiências para além de Praga - depende apenas de vocês.

Praga: passeios românticos e comida incrível

Praga e o seu emaranhado de ruazinhas são como feitos especialmente para um passeio romântico a dois. A ilha Kampa, que fica no bairro Malá Strana, é um dos lugares mais mágicos de Praga. Além da vista mágica à margem Smetana, à Ponte de Carlos (Karlův most) e ao Teatro Nacional (Národní divadlo), aqui você encontrará a assim-chamada ponte dos apaixonados: a mais antiga pontezinha sobre o riacho Čertovka e à qual os apaixonados prendem cadeados com os seus nomes e jogam as chaves no rio. A partir da Kampa, não deixe de fazer um passeio pela a ponte conservada mais antiga de Praga, a Ponte de Carlos, que tem uma atmosfera incomparável principalmente nas primeiras horas da manhã ou tarde da noite. De lá, você verá também o maior complexo castelão do mundo, o Castelo de Praga (Pražský hrad), que também vale a visita.

Quando você estiver exausto de tanto caminhar, vale a perna ter um local reservado num dos melhores restaurantes de Praga. Na Malá Strana, você poderá ir ao restaurante U Zlaté studně (“O poço de ouro”), onde você será cativado não apenas pela comida mas principalmente pela vista às torres de Praga e pela parede coberta por placas de ouro 18-quilates. As suas papilas gustativas vão querer ir também ao Restaurace Alcron, que desde 2012 defende uma estrela Michelin! O interior nobre em estilo art déco com uma lareira de mármore dos anos 1930 é como que feito para um jantar de São Valentino. O jantar desta noite também pode ser aproveitado com estilo, classe e à italiana no restaurante do hotel Four Seasons.
 

São Valentino fora de Praga

Outros cantinhos da República Tcheca também são ótimas pedidas para se passar o dia de São Valentino. Por exemplo, o Pivní lázně Štramberk (Spa de cerveja Štramberk), no norte da Morávia, oferece uma inesquecível experiência de São Valentino. No entanto, outros spas de cerveja podem ser encontrados em Karlovy Vary, que fica no oeste da Boêmia (o spa de cerveja daqui oferece sessões relax de uma hora em tanques de mil litros), em Harrachov nas montanhas Krkonoše ou em Kutná Hora, que fica a aproximadamente uma hora de carro a leste de Praga. Caso você prefira mais o vinho, não deixe de visitar o spa de vinho de Hustopeče ou da região Lednice-Valtice (Lednicko-valtický areál), que, com uma área de 283,09 km², é considerada a maior paisagem composta da Europa e possivelmente do mundo. Aliás, o que é o mais importante: você encontrará uma exposição com degustação do Salão dos Vinhos da República Tcheca no subsolo do castelo de Valtice (valtický zámek). Praticamente todos os hotéis wellness pelo país oferecem ótimos pacotes para o dia de São Valentino. Portanto, basta apenas escolher se você irá se mimar juntamente com a sua cara-metade no ambiente romântico do aristocrático castelo Mcely da Boêmia Central, no design do hotel Omnia de Janské Lázně nas montanhas Krkonoše ou no hotel Maximus Resort  nas barragens de Brno.

Ou então, neste ano você poderá passar o dia de São Valentino de forma pouco convencional e curtir uma noite num local natural romântico como, por exemplo, as Prachovské skály (rochas Prachov), ver o pôr do sol junto ao Pravčická brána (portão de Pravčice) ou curtir a paisagem a partir do mirante Máj da Boêmia Central, que fica próximo da cidade de Teletín nas redondezas das correntezas de São João (Svatojánské proudy), considerada uma das vistas mais bonitas que existem ao rio Moldava.