Plzeň 2015 – Capital Europeia da Cultura

Plzeň 2015 – Capital Europeia da Cultura

Plzeň a oeste da Boêmia passa a ser a meca da cultura tcheca em 2015.

Mais de 600 eventos de vários gêneros, a partir do novo circo, exposições, concertos, teatro, dança, até projetos de educação e grandes eventos em locais públicos, serão apresentados a partir de 17 de janeiro de 2015 durante o ano todo em Plzeň, no âmbito do projeto da Cidade Capital Europeia da Cultura de 2015.

Os eventos serão realizados em todos os locais da cidade, nas instituições culturais e em locais públicos. A maioria deles resulta da cooperação de Plzeň 2015 com organizadores locais, nacionais e estrangeiros, instituições e parceiros. Em termos de gêneros, o programa se estende desde teatro e música, exposições, arquitetura, dança, performance, instalações em espaços públicos até eventos da comunidade, projetos educacionais e reuniões. Plzeň 2015 oferece durante todo o ano mais que 50 grandes eventos culturais em locais públicos, e mais de 600 outros eventos.

A transformação de Plzeň em metrópole cultural da República Tcheca começou no outono de 2014, quando no centro da metrópole do Boêmia do Oeste se apresentou o Manege Carré Sénart, Carrossel mágico de Francoise Delarozièra, artista da companhia de teatro Royal de Luxe de Paris, para a qual criou uma série de bonecos gigantes capazes de andar pelas ruas da cidade. Plzeň foi apenas a nona cidade no mundo onde o Manege se apresentou.

Programa que pulsa em cultura viva

A série dos eventos será inaugurada em janeiro com a  performance do equilibrista de corda bamba  e o  acrobata suíço David Dimitri, em fevereiro, a cidade se iluminará por vários dias durante o festival de luz. Em março está prevista inauguração da Fábrica da cultura na antiga cervejaria Světovar, que, com os seus quatro salões variáveis torna-se um local para  arte ao vivo, residências artísticas e para a comunidade da arte local. Em 2015, a fábrica Světovar sediará co-produções teatrais com o Théâtre Le Manege de Mons e outros parceiros. Em abril, diferentes indústrias e seus complexos da cidade se transformam em locais de arte durante o evento Fábrica de imaginação. Em maio, quando Plzeň comemorará o 70º aniversário da libertação pelo Exército dos EUA, será uma espetacular Celebração da Liberdade

Além disso, maio e junho serão os mêses principais da arte ocupando os locais públicos com instalações artísticas temporárias, festividades vizinhas ou ainda eventos relacionados com inauguração dos locais para já não descobertos. Estará sendo preparado um concerto da legendária banda norte-americana de Lynyrd Skynyrd, cuja primeira apresentação na República Tcheca ocorrerá no dia 1 de maio de 2015, na altura do lançamento das magníficas Celebrações da Liberdade. A data foi escolhida pelos próprios músicos, com respeito ao 70º aniversário da libertação de Plzeň pelo Exército americano.

No verão, não somente os habitantes de Plzen, mas todos os visitantes da cidade poderão curtir o festival da rua Živá e em várioa locais da região de Plzen, no âmbito do evento chamado 9 semanas do Barroco, um extenso programa de eventos de artes ao vivo num ambiente de monumentos barrocos únicos. Em setembro complementa o Festival Internacional de Teatro, espetáculos recém-criado do novo circo, que se tornará parte da temporada deste gênero popular. Durante ano inteiro, praças e o bairros de Plzeň serão animados por artistas europeus do novo circo, como por exemplo o Les Colporteurs ou o  Circo Trottola. Programa de Teatro de J.K. Tyl será enriquecidos pelas peças teatrais modernas e por dança.

Uma grande atenção dedicamos, junto com os organizadores locais, às exposições que comemoram figuras importantes associadas a cidade. A obra de Jiří Trnka será aproximada dos visitantes da exposição conveniente para famílias inteiras, inspirados no famoso livro Jardim, a exposição é preparada pelo filho de Trnka, Jan e o neto Matyáš. A Galeria de Boemia do Oeste apresenta obras de grandes artistas da Secessão de Munique e pioneiros do avant-garde das coleções do Museu Villa Stuck em Munich e a galeria Lenbachhaus, entre os autores apresentados não faltarão Gabriel von Max, Franz von Stuck, Vassily Kandinsky, Paul Klee e outros membros do grupo Der Blaue Reiter, como também representantes da Czech Art Nouveau e Moderrnismo, que, em Munique, no mesmo período, viviam e trabalhavam.

Da Nova Zelândia pela primeira vez na Europa, a Galeria de Boemia do Oeste traz uma coleção exclusiva de retratos de Maori, feitos por Bohumír Lindauer, quem nasceu em Plzeň. O Museu de Boemia do Oeste dedica uma exposição a Ladislav Sutnar, designer de renome mundial. Uma rota de visita guiada especial será composta dos raros interiores residenciais do arquiteto Adolf Loos em Plzen. Sob a supervisão de Matěj Forman também haverá uma exposição da atual arte de teatro de marionetes de toda a Europa. As Instalações da fábrica de cervejas Pilsner Urquell serão animadas pela exposição do design mundial contemporâneo.

A Capital Europeia da Cultura tem como objetivo contribuir para o desenvolvimento de toda a região. Plzeň 2015 se concentra então em três temas típicos para o oeste da Boêmia, uma região não suficientemente descoberta: património industrial, arte na paisagem e monumentos barrocos, que ganharão vida com performances musicais e programas de base semanal. Em cooperação com o Centro de Investigação em Património Industrial está sendo preparado um guia pelo patrimônio industrial. Em colaboração com a Faculdade de Arte e Design, a arte traz a vida às igrejas abandonadas do zona fronteiriça de Sudetos.

Plzen 2015 não se esquece das minorias e das pessoas de todas as etnias e faixas etárias. Por exemplo, o projeto o Sítio do Tio Tom tem envolvido desde o final de 2013, por meio de workshops,  os estrangeiros que vivem em Plzeň; como homenagem e tributo para os idosos o coreógrafo Peter Jaško prepara em 2015 um espetáculo por ocasião de Encontro dos militantes de Sokol (o tradicional  movimento popular, baseado na prática dos exercícios físicos e no amor à liberdade) em Plzen.