Tempo

Tempo

A República Tcheca e seu fuso horário, mudanças ao horário de verão e inverno ou o seu relógio mais interessante.
Em todo o território da República Tcheca é usada a Hora Central Europeia (CET = UTC+1).
Você pode ver os horários em formato de vinte e quatro horas, principalmente em transporte, na cultura e em materiais impressos em geral. O formato de doze horas é utilizado principalmente na linguagem comum.

Na República Tcheca é usado o horário de verão durante um período de meio ano; a transição ocorre sempre no último domingo de março. Na noite de sábado para domingo você deve ajustar o relógio de duas horas para três (2:00 CET para 3:00 CEST), caso o seu smartphone não faça isso por você. O horário de verão termina no último domingo de outubro, quando a hora retornará às três da manhã para as duas (3:00 CEST para 2:00 CET).

Dicas de relógios mais interessantes na República Tcheca



Em primeiro lugar entre os mais famosos relógios em Praga e na República Tcheca está, sem dúvida, o Orloj (relógio astronômico) na Praça Velha. Os primeiros relatos sobre ele aparecem nas fontes históricas de 1410, portanto é, provavelmente, o relógio medieval mais bem preservado do mundo e como único ainda mostra a hora babilônica e o tempo antigo tcheco. Junto com o centro de Praga pertence à lista do Patrimônio Cultural Mundial da UNESCO e tem a sua história conturbada, sobre qual você pode ler aquiDe hora em hora, das 9:00 até 21:00, o Orloj toca e na sua frente se juntam turistas para ver a maravilha tecnológica que é admirada há mais de 600 anos. E não se assustam nem com a imagem das estátuas em movimento que é um pouco depressiva – a personagem mais popular no Orloj em Praga é uma caveira que toca um sino e assim representa a morte.



O seu “orloj” tem também em Brno. Apesar de ser no mínimo 600 anos mais novo do que o de Praga e tecnicamente não é bem um “orloj”, é chamado assim em toda a República Tcheca...Se não for mencionado o seu outro nome evocado pelo seu formato. Oficialmente, este relógio na Praça da Liberdade (náměstí Svobody) em Brno, deve representar uma bala e as mal sucedidas tentativas das tropas suecas de cercar a cidade em 1645. Todos os dias às onze horas o relógio solta da sua ponta uma bolinha, mas, por outro lado, a leitura das horas do relógio de Brno é um quebra-cabeça. Na parte superior do maquinismo do relógio encontra-se uma lupa visível que gradativamente mostra os 12 números de hora e entre eles há um conjunto de linhas (um quarto, um meio, três quartos e completa) que devem ser seguidas. As duas partes de pedra mais elevadas giram em função das horas e minutos – uma volta da ponta inteira dura um minuto, a parte de vidro mais elevada dá uma volta completa em uma hora, os números no mostrador em doze horas. Se você achou muito complicado, pelo menos pode apreciar o “orloj” de Brno como uma obra de arte excepcional feita de granito da distante África do Sul.



Outro relógio que devemos mencionar é PRIM. Uma marca de relógios de produção tcheca que praticamente desapareceu no final da década de 90 no século XX, mas no início do novo milênio começou a recuperar o seu prestígio. Os relógios PRIM se tornaram novamente, graças aos materiais acessíveis e de boa qualidade, relógios ótimos tanto para o uso casual como para ocasiões especiais. As novas coleções surgem em colaboração com os melhores estilistas tchecos e especialistas, com design moderno e retrô e com aplicação das novas tecnologias e materiais. Os relógios PRIM são desenhados, completados e testados na República Tcheca e a sua qualidade hoje é de alto nível. Uma prova disso é o fato de que os relógios PRIM conquistaram o certificado de qualidade CZECH MADE.