Em busca do legado do compositor Bedřich Smetana

Em busca do legado do compositor Bedřich Smetana

Aceite o nosso convite para uma viagem em busca do legado do compositor tcheco do século XIX que celebraria, nesse ano, o seu inacreditável 195° aniversário.

HomeNovidadesEm busca do legado do compositor Bedřich Smetana
No exterior, Bedřich Smetana é tido como um dos compositores tchecos mais conhecidos de todos. As suas composições ressoam, até hoje em dia, pelo mundo inteiro: de Londres e Tóquio até Buenos Aires. Smetana nasceu em 1824 e morreu exatamente 60 anos depois. Em 2019, comemoramos o 195° aniversário do seu nascimento e relembraremos o 135° aniversário da sua morte. Como foi a sua vida e quais são os lugares da República Tcheca ligados a esta personalidade?

Quem foi Bedřich Smetana?

O futuro compositor nasceu em 2 de março de 1824 em Litomyšl, Leste da Boêmia. Poderíamos dizer que ele nasceu quase num castelo, visto que seu pai trabalhou como mestre cervejeiro e morou, junto com a esposa e filhos, num apartamento que fazia parte do complexo do castelo. Hoje em dia, esse castelo, por ser um exemplo valioso da arquitetura renascentista, é tombado pela UNESCO. Se você decidir visitar a cidade de Litomyšl, não deixe de lado, além do castelo, a residência natal de Bedřich Smetana, que com certeza vale a visita.

Desde pequeno, Bedřich mostrava talento para a música, ao que foi incentivado por seus pais. Já tocava violino ainda antes de começar ir à escola e, aos 8 anos, começava a escrever suas primeiras composições. O jovem Smetana partiu a Praga para estudar música. Lá, mais tarde, abriu a sua própria escola de música. Em 1856, dirigiu-se para a Suécia, onde se dedicou ao ensino de música e à composição e tocava em concertos na qualidade de virtuoso de piano. Porém, o compositor escolheu como a sua casa a cidade Praga, onde atuou a maior parte da sua vida. Apesar de ter passado os últimos dez anos na mais completa surdez, não deixou de compor peças e óperas (O Segredo, O Beijo, A Parede do Diabo e, entre outros, o ciclo de composições de piano As Danças Boêmias). Durante esse período, Smetana viveu com sua filha numa casa de guardião de floresta em Jabkenice, perto de Mladá Boleslav a norte de Praga. Hoje em dia, essa mesma casa tornou-se um monumento comemorativo onde os visitantes podem descobrir tanto a sua vida pessoal quanto o lugar onde trabalhava. Smetana foi sepultado no cemitério de Vyšehrad de Praga, onde descansam em paz personalidades tchecas – escritores, compositores e outros artistas.

Apesar de suas criações não terem sido sempre coroadas de êxito, Bedřich Smetana tornou-se, ainda em vida, um representante proeminente da música nacional tcheca e, de modo mais amplo, da cultura tcheca. A ópera A Noiva Vendida e o ciclo sinfônico Minha Pátria são as obras mais famosas do compositor, e conquistam salas de concerto do mundo inteiro. Em Praga, o Museu de Bedřich Smetana, perto da Ponte de Carlos, homenageia o compositor, proporcionando aos visitantes um conhecimento íntimo tanto das aventuras, sucessos e derrotas do compositor quanto das suas composições mais conhecidas.

Festival de música Litomyšl de Smetana

Um dos festivais de música mais antigos da República Tcheca, Litomyšl de Smetana trata-se, talvez, da maior rememoração da vida e da obra do Bedřich Smetana. Neste ano, o festival ocorrerá de 13 de junho à 7 de julho em Litomyšl. A equipe organizadora prepara encenações de ópera, concertos de gala, cantatas e noites musicais. O repertório variado do festival foi planejado para atrair tanto famílias com crianças quanto o público que busca eventos noturnos de experiências únicas. O palco do festival são o castelo de Litomyšl, a Igreja da Exaltação da Santa Cruz (kostel Povýšení sv. Kříže), os jardins do convento atrás da igreja, e o castelo Nové Hrady, próximo à Litomyšl.

20 anos da cidade Litomyšl na UNESCO

Você certamente não se arrependerá em ir a Litomyšl. Trata-se duma pequena cidade pitoresca localizada numa bela e pura paisagem do Leste da Boêmia. A cidade sempre encontrou-se, de algum modo, na divisa entre a Boêmia e a Morávia, as duas terras históricas da República Tcheca. Graças ao esforço de inúmeras instituições e ao empenho dos proprietários, todo o promontório do castelo, incluindo o castelo, que comemora neste ano o 20֯ aniversário da sua inscrição na lista do patrimônio cultural da UNESCO, foram reformados. O programa de comemorações promete dezenas de eventos, culminando no segundo fim de semana de setembro, quando ocorrerá a Inauguração Nacional das Jornadas Europeias do Patrimônio. Neste evento, Litomyšl tornar-se-á palco da Comemoração Italiana, organizada em homenagem ao renascentismo italiano, graças ao qual todo o complexo do castelo foi construído.