O “Krteček”dos desenhos animados tchecos: astronauta famoso, viajante e descobridor de carvão

O “Krteček”dos desenhos animados tchecos: astronauta famoso, viajante e descobridor de carvão

A popular personagem de desenhos animados da Europa Central faz sucesso pelo mundo inteiro. Até já foi ao espaço, duas vezes. O seu criador, Zdeněk Miler, artista plástico tcheco, realizador de desenhos animados e ilustrador de livros infantis, nasceu há cem anos, no dia de 21 de fevereiro de 1921.

HomeO “Krteček”dos desenhos animados tchecos: astronauta famoso, viajante e descobridor de carvão
O “Krteček” (Toupeirinha) é uma das personagens de desenhos animados mais famosas de todas. Aparecendo no programa de televisão para crianças chamado “Večerníček” e em livros infantis, esse héroi discreto tem acompanhado, há mais de sessenta anos, gerações de crianças tchecas. O Krteček ganhou notoriedade também no exterior: na Alemanha, ficou conhecido pelos pequenos leitores e telespectadores sob o nome de Maulwurf, enquanto as crianças inglesas chamam-no de Little Mole.Também não chega a ser desconhecido na Escandinávia, Japão e China, onde virou a maior atração da exposição tcheca na EXPO de 2010 em Xangai.

Como Zdeněk Miler criou o “Krteček”?

Era o ano de 1954 e Zdeněk Miler estava preparando um desenho animado intitulado “Uma camisola de lona”, que tinha por objetivo explicar às crianças, de uma maneira compreensível, a tecnologia industrial de fabricação de tecidos. O artista quis que os pequenos telespectadores fossem acompanhados, ao longo da história, por um bonequinho que poderia explicar-lhes o processo inteiro, do começo até a fase final. Por muito tempo, não conseguiu achar nada de original. Até que um dia, quando decidiu dar um passeio nas florestas nas proximidades de Kladno, fixou o olhar naqueles pequenos montes de terra cavados por Toupeirinhas – e assim a personagem viu a luz do dia! Ele se tocou que a Toupeirinha talvez fosse a única personagem que ainda não apareceu nos desenhos de Walt Disney. Dois anos depois, o primeiro desenho animado com o Krteček, “Como a Toupeirinha arranjou suas calças”, foi criado. Em 1957, ganhou dois prêmios principais do Festival de Cinema de Veneza, e pouco tempo depois, o prêmio do Festival de Montevideu. Aos poucos, a série de historinhas da Toupeirinha foi ganhando novos episódios, cada um tendo entre 5 e 29 minutos. No total, foram produzidos cerca de 50. 

A Toupeirinha no espaço

Quando o desenho “A Toupeirinha e o foguete” foi lançado em 1965, ninguém imaginaria que, uns 50 anos depois, o Krteček iria entrar num foguete real. Em 2011, o bonequinho de pelúcia, fabricado de materias não inflamáveis, virou o símbolo da última missão da nave espacial Endeavour, que estava fazendo promoção de ciência e pesquisa espacial. Foi levado a bordo pelo astronauta estadunidense A. J. Feustel, cuja esposa, Indira Devi Bhatnagar, tem raízes tchecas do lado da família de sua mãe. Feustel levou o Krteček para o espaço pela segunda vez em 21 de março de 2018 a bordo da nave espacial russa Soyuz, e o bonequinho fez companhia, assim, à equipe da Estação Espacial Internacional por mais de seis meses. O Krteček passou no espaço um tempo muito maior do que o único astronauta tchecoeslovaco Vladimír Remek, que ficou, em 1978, a bordo da nave espacial Soyuz 28 durante 7 dias, 22 horas e 17 minutos.

O Krteček: volta ao mundo, fórmula F1 e cidade de Kladno

Os viajantes Pavel Zrzavý e Martina Libřická escolheram o Krteček como mascote simbolo de seu lar para o projeto Nossa Viagem Ao Redor do Mundo. A viagem em conjunto começou em fevereiro de 2015, levando o Krteček a 22 países, visitando, ao longo dos 527 dias, centenas de lugares e conhecendo muitas culturas interessantes. Além disso, o Krteček, dessa vez como o emblema do monoposto da Alfa Romeo Racing, correu na Fórmula 1. A casa do bonequinho passou a ser o castelo de Kladno, perto de Praga. Em 2020, uma nova exposição dedicada a Zdeněk Miler, nativo de Kladno, e à sua mais famosa personagem. As crianças poderão explorar este espaço interativo, brincar de tirar fotos, assistir a várias projeções de desenhos e o documento sobre a viagem do Krteček ao espaço.
Histórias da Toupeirinha acompanharam Zdeněk Miler ao longo da sua vida, o bonequinho aparecendo em cerca de cinquenta desenhos animados do autor e em um número similar de livros. O Krteček não foi a única personagem emblématica criada por Zdeněk Miler: houve também um filhote de cachorro curioso e um grilo.

Miler – artista plástico, realizador, ilustrador

Zdeněk Miler estudou desenho já no ensinou médio e formou-se na Escola das Artes Aplicadas de Praga. Em 1942, começou a sua carreira como ilustrador no estúdio de filmes de Baťa em Zlín. Três anos mais tarde, integrou o estúdio “Bratři v triku” (Meninos de camiseta), dirigido então por outro animador de filmes tcheco famoso, Jiří Trnka. O desenho que Miler criou para o concurso do novo logo do estúdio, representando três meninos com cabelo cacheado, acabou ganhando, e artista foi recompensando com três semanas de férias pagas. O primeiro episódio da série “Como a Toupeirinha arranjou suas calças” distingue-se das seguintes por ser desenho falado. Logo durante a preparação do segundo episódio, intitulado “Toupeirinha e o carrinho”, (1963) foi decido que os novos episódios não teriam comentários e a fala da Toupeirinha iria se limitar a apenas algumas palavras. Os sons pelos quais a Toupeirinha profere as poucas interjeições que usa são: ei, éééé, eba, aqui, tchau, ai ai, ou expressa alegria ou tristeza pertencem às filhas de Miler, Kateřina e Barbora.
Zdeněk Miler faleceu em 2011 aos 90 anos no sanatorio de Nová Ves pod Pleší. O seu túmulo pode ser visitado no cemitério de Vyšehrad de Praga. Uma placa comemorativa foi instalada na sua casa natal em Kladno. O que ela depicta? O Krteček! - qual outra opção? Aliás, a Toupeirinha fez sucesso também no mundo de negócios. Segundo estimativas, Miler ganhou por volta de 200 milhões de coroas tchecas com ela e, atualmente, continua ganhando outros milhões a cada ano.