Festa da Páscoa

Festa da Páscoa

O que não deve faltar na mesa durante a Páscoa

HomeWhat's NewFesta da Páscoa
Na Páscoa, dois opostos se chocam - jejum estrito e grande abundância. O jejum dura até o início da Páscoa, mas então acontece exatamente o contrário! Os feriados da primavera são tradicionalmente celebrados com dezenas de pratos diferentes. É interessante que cada região tem suas comidas e muitas vezes diferem significativamente uma da outra. No entanto, alguns pratos são comuns em quase todas as regiões da República Tcheca.
Se olharmos para a Páscoa tcheca do ponto de vista gastronômico, encontraremos muitas regras e costumes regionais que determinam ao longo da Páscoa o que não deve faltar na mesa. Comecemos com a Quarta-feira Santa, que é a última quarta-feira antes da Páscoa. Neste dia devem ser assados os doces chamados „judas“. A massa fermentada, untada com mel e manteiga, deve ter a forma de uma corda enrolada na qual o traiçoeiro Judas se enforcou. Os judas devem ser servidos no café da manhã na Quinta-feira Santa. Seu nome em tcheco, Zelený čtvrtek, nos diz claramente que devemos ter algo verde no prato neste dia. Quem não gosta de espinafre pode preparar uma salada verde ou brócolis cozido, os maiores ímpios pelo menos servirão licor de menta, ou „verde“.



A Sexta-feira da Paixão é o dia em que Jesus Cristo foi crucificado, por isso, em todos os países cristãos, é exigida sobriedade na comida e na bebida. O jejum na verdade dura até a festa da Ressurreição, que é celebrada à meia-noite de sábado. Aqueles que não jejuam podem ao menos incluir peixe em sua dieta como sinal de respeito às tradições antigas. A carpa é uma tradição na República Tcheca; anteriormente costumava ser vendida em cubas antes da Páscoa, tal como antes do Natal. A truta também é popular; quem não tem que comer peixe, então escolhe uma refeição simples sem carne.



O Sábado de Aleluia é o mais movimentado. Devem ser assados os pães de Páscoa doces, assim como os cordeiros doces, mas estes somente se não houver cordeiro na mesa na festa da Páscoa, é aqui que este símbolo doce deve substituir o cordeiro nas famílias mais pobres. O Cordeiro da Páscoa é na verdade um bolo feito de massa doce que simbolizava o sacrifício de Cristo. O cordeiro assado é cuidadosamente retirado da forma, são colocadas passas em seus olhos e o boneco ainda quente é polvilhado com açúcar de baunilha ou banhado com cobertura de chocolate. Uma fita decorativa com um sino é amarrada em volta do pescoço do cordeiro. O Pão de Páscoa é um pão feito de massa doce com fermento que tem gosto semelhante ao do pão de Natal, a vánočka.



E como preparar um judas, pão de Páscoa ou cordeiro? Você encontra as receitas aqui:

Czech Easter Buns (Jidáše AKA Juda’s Rope) (czechspecials.cz)
Sweet Easter Bread (Mazanec) (czechspecials.cz)
Easter Lamb Sponge Cake (Beránek) (czechspecials.cz)

No Sábado de Aleluia, depois de chegar da igreja, também sempre se comia um recheio de Páscoa feito de pão, ovos, carne defumada e urtigas jovens chamado „Hlavička“. Este é assado em muitas variantes até hoje. Você pode experimentá-lo de acordo com a receita abaixo.

Easter stuffing (nádivka) (czechspecials.cz)

O maior feriado para os cristãos, porém, é o Domingo da Ressurreição, a Festa da Páscoa, e a este feriado correspondem também os jantares festivos e a abundância de oferta. Como entrada são servidos ovos cozidos, símbolo de uma nova vida. Na mesa não deve faltar carne de filhote, por isso o cardápio deve incluir cordeiro ou cabrito assado; quem não gosta de cordeiro então escolhe vitela assada ou um frango jovem com recheio.

A Segunda-feira de Páscoa pertence ao chicote de Páscoa, quando os homens saem para cantar cantigas de Páscoa e açoitar simbolicamente as mulheres para que elas não „murchem“. Eles são recompensados com ovos coloridos e pintados. E você sabe por que se colorem ovos para a Páscoa? Uma das lendas diz que quando não se podiam comer ovos durante o jejum de quarenta dias, para não se estragarem, cozinhavam-se duros. No entanto os ovos tinham que ser diferenciados dos crus, por isso começaram a ser coloridos. Até o início do século XX, os ovos eram coloridos apenas de vermelho, porque o vermelho é a cor do amor.

Lombo de cordeiro com bolinhas de farinha de batatas e molho de abrunho



Recheio de Páscoa

Ingredientes:
800 g de carne defumada
8 pãezinhos ou 1 pão
8 ovos
250 ml de leite
sal e pimenta
noz-moscada
vários punhados de ervas de acordo com o paladar– urtiga jovem, salsinha, cebolinha, ...
banha e farinha de rosca para untar a bandeja do forno
Método:
1. Cozinhamos a carne defumada em água e deixamos esfriar. Em seguida, cortamo-la em cubos.
2. Cortamos os pãezinhos ou o pão em cubinhos e colocamos em uma tigela maior. Batemos as gemas no leite, adicionamos sal, pimenta e temperamos com algumas raladas de noz-moscada. Despejamos sobre o pão e deixamos absorver. Adicionamos a carne cortada. Cortamos as ervas, colocamos em uma tigela e misturamos tudo. Finalmente, misturamos a neve das claras.
3. Untamos a bandeja do forno ou a assadeira com a banha, polvilhamos com a farinha de rosca e despejamos a massa. Assamos num forno aquecido a 200 graus por cerca de 35–40 minutos até dourar.